Institucional

Histórico

O Núcleo de Medicina Tropical da Universidade de Brasília foi criado em 1973 para oferecer um cenário de pesquisa propício para a formação de docentes e pesquisadores qualificados em doenças infecciosas e parasitárias. O Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical teve as suas origens em 1976 com o trabalho pioneiro dos professores Aluízio Rosa Prata, João Bosco Salomão, Frederico Simões Barbosa, Air Colombo Barreto, Vanize de Oliveira Macêdo, Philip Marsden, Liana Lauria Pires, João Barberino Santos e Cleudson Nery de Castro, dentre outros, que enfrentaram o desafio de consolidar o Núcleo de Medicina Tropical que sediou desde então, atividades de pós-graduação stricto sensu.

O programa manteve o curso de Mestrado até 1996, quando foi implementado o curso de Doutorado, ambos com área de concentração em Clínica das Doenças Infecciosas e Parasitárias. Em 2009, foi criada a nova área de concentração em Epidemiologia e Controle das Doenças Infecciosas e Parasitárias e em 2013 deu início mais uma área de concentração em Biologia das Doenças Infecciosas e Parasitárias.

As pesquisas desenvolvidas pelo programa apresentam como foco de interesse as doenças infecciosas e parasitárias mais relevantes nas regiões tropicais e subtropicais, tendo especial destaque o estudo das doenças negligenciadas ligadas a condições socioeconômicas precárias. Sendo assim, os pesquisadores do programa lideram projetos em Doença de Chagas, Leishmanioses, Malária, HIV/aids e Hanseníase, dentre outras.

A abordagem dos problemas é realizada frequentemente in loco, nas áreas endêmicas acometidas por esses agravos, tendo como base os postos avançados que o Núcleo de Medicina Tropical mantém nessas áreas ou utilizando a infraestrutura de instituições parceiras locais. Com a criação das duas novas áreas de concentração em epidemiologia e biologia as pesquisas ganharam abrangência multidisciplinar e multiprofissional, tornando o cenário de formação cada vez mais enriquecedor a partir das múltiplas visões que profissionais de diferentes áreas trazem para o dia a dia do programa.

No recente período de frutífero crescimento o programa contou com a participação decisiva dos professores pesquisadores dos laboratórios de Imunologia Celular e Parasitologia da Universidade de Brasília e intensificou as parcerias nacionais e internacionais.

O Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical tem contribuído nas suas quase quatro décadas de existência para a formação de profissionais que tem assumido a liderança de novos grupos de pesquisa e programas de pós-graduação em Medicina Tropical no Brasil e no exterior. Paralelamente, o programa tem apoiado ações de saúde pública produzindo evidências científicas para a tomada de decisão, ligando de maneira frutífera o desenvolvimento acadêmico com o desenvolvimento e aprimoramento dos serviços de vigilância e de atenção à saúde na área de doenças infecciosas e parasitárias.